Jornal - "MISSÃO JOVEM"

Religiões - Hinduísmo


O guru Nanak com seus discipulos

Oi amigos, estão lembrados de mim? Eu sou o Tomik Salah e, como havíamos combinado no início desta série de artigos sobre as religiões, vou apresentar para vocês a minha religião, que é muito recente, fundada pelo guru Nanak aproximadamente em 1500.

A palavra sikh significa discípulo, pessoa que segue os ensinamentos do guru, que é o mestre. Nós sikh acreditamos em um só Deus e na igualdade das pessoas.

Aos quinze anos podemos entrar no “Khalsa”, a comunidade dos sikhs, participando de uma cerimônia de iniciação chamada de “Amrit Sanskar”, na qual nos empenhamos a seguir a doutrina sikh.

O GURU NANAK

Ele é o fundador da doutrina sikh. Nanak nasceu no estado de Punjab, na Índia, em 1469. Ele foi educado na religião hindu, casou-se aos dezenove anos e teve dois filhos.


Uma mulhersikh lendo o guru Granth Sahib

Ainda muito jovem, percorreu os centros de peregrinações hindus e muçulmanos. Os seus discípulos viviam e comiam juntos.

Antes da morte em 1539, o guru Nanak escolheu um de seus discípulos, Agad, que quer dizer “parte de mim”, como seu sucessor.

O guru Nanak dizia que todas as pessoas são iguais. Não importava se fossem ricas ou pobres, mulheres ou homens, príncipes ou mendigos, todos deveriam sentar-se a mesma mesa: algo inédito na Índia naquela época.

OS “CINCO K”

Os sikhs usam um turbante e cinco símbolos que testemunham o pertencer à Khalsa, ou seja, à comunidade.

São chamados de “cinco K”:

  1. Kesha: os cabelos, que não devem ser cortados, ficam enrolados embaixo de um turbante.
  2. Kangha: pente de madeira para segurar os cabelos. É um símbolo de ordem.
  3. Kirpan: espada de duplo corte para lutar contra toda espécie de opressor e defender os fracos.
  4. Kara: bracelete de aço, cujo círculo simboliza a unidade de Deus e o aço a força.
  5. Kacha: calção curto para poder facilitar os movimentos.

A VIDA NO GURDWARA

A palavra Gurdwara significa “a porta do guru”. Este templo está no centro do culto sikh, porque é a morada do guru Granth Sahib, livro sagrado dos sikhs. É tratado como se fosse um guru humano. Obteve o estatuto de guru no século XVII, porque permitiu manter a união da comunidade sikh.

Os sikhs se reúnem em frente ao guru Granth, como faziam em frente aos dez gurus humanos que o precederam. O culto compreende hinos, leitura dos textos de Granth e um discurso que dá a reta interpretação. Antes de se apresentarem na frente do guru na sala das orações do templo, os fiéis tiram os sapatos e cobrem a cabeça em sinal de respeito.

LER O GURU GRANTH SAHIB

O livro sagrado está sobre uma bancada especial, na sala das orações. Ele contém os ensinamentos dos nove primeiros gurus. O Granthi (leitor) agita uma espécie de leque chamado Chauri, para indicar a importância do livro sagrado. Cada participante pode lê-lo, o que é uma grande honra.

O PANGAT

O Gurdwara é também o centro social. Em uma cozinha comunitária, chamada Langar, preparamos os pratos do Pangat, uma refeição à qual todos os fiéis são convidados a partilharem, logo após a cerimônia.

É um ato de amor para com os membros da comunidade. No Pangat as pessoas se reúnem para conversar em clima de muita amizade. O senti-mento de fazer parte de uma grande família é um elemento importante na religião sikh.

FESTAS E COSTUMES

Nós sikhs consideramos a religião como parte integrante da própria vida. Prestamos serviço à comunidade, trabalhando no Gurdwara ou fazendo caridade. Não existe um dia particular para o culto. Muitos sikhs rezam pela manhã e a noite, lêem trechos do Granth Sahib que são autorizados a levarem para casa. Vocês querem conhecer alguns costumes de nossa cultura? Então prestem atenção:

A CIDADE AMRITSAR


Kirpan:
espada usada
para lutar contra
os opressores e
defender os
fracos

Nesta cidade se encontra o templo de ouro, centro da religião sikh. Foi construído pelo guru Arjan, o quinto guru morto em 1606. Ele é aberto nos quatro lados, o que significa que é aberto a todos.

O NOME DAS
CRIANÇAS

Vocês nem imaginam como damos nomes às nossas crianças. Por exemplo, estes dias levamos minha irmãzinha ao Gurdwara para agradecer ao nosso Deus e rezar para que ela tenha uma vida pura. O Granth foi aberto e a primeira página lida, à esquerda, determinou a escolha do nome dela. A palavra começava com a letra “P”, meus pais deram-lhe o nome de Pritam. Legal, né?!


Os recém-casados dão 4 voltas ao redor do Granth Sahib

O CASAMENTO

A maioria deles é combinada entre as famílias, porém ninguém é obrigado a casar com a pessoa escolhida.

A cerimônia segue um ritual durante o qual o pai da noiva oferece uma guirlanda de flores para os noivos e para o guru Granth Sahib.

Depois amarra o chalé que cobre a cabeça da noivaao que usa o esposo. Enfim os recém-casados giram quatro vezes em torno do Granth Sahib.

A MORTE

Nós acreditamos na reencarnação. Quando uma pessoa morre, o seu corpo é lavado, revestido com os “cinco K” e depois levado até a fogueira onde deverá ser cremado. As cinzas são espalhadas num rio. Depois destes ritos, freqüentemente é lido, por inteiro, o guru Granth Sahib no Gurdwara, o que pode levar dias.

DIAVALI

É uma festa que acontece em outubro e que dura quatro dias. Nela é narrada a história do guru “Hargabind”, o sexto guru, morto em 1644. Ele negou-se a deixar a prisão até que fossem libertados todos os 52 príncipes prisioneiros que estavam junto com ele. Nós compartilhamos esta festa com os hindus; iluminamos nossas casas e os Gurdwaras com lâmpadas a óleo e velas. As crianças recebem presentes, soltamos fogos de artifício e nos divertimos muito. Trata-se de uma festa animada e divertida.

O ANIVERSÁRIO DO GURU NANAK

É um dos dias mais importantes do ano sikh. Uma procissão percorre as ruas e cinco homens fazem a escolta do livro sagrado, representando os cinco primeiros sikhs que estavam dispostos a morrer pelo guru. Cantam-se hinos e em todo lugar reina uma atmosfera de festa, de alegria e de camaradagem. Neste dia também é lido por inteiro o guru Granth Sahib.

VAMOS CONVERSAR

Onde se encontra e quais são os ensinamentos da religião Sikh, do nosso amigo Tomik Salah?

Visite as outras páginas

[P.I.M.E.] [MUNDO e MISSÃO] [MISSÃO JOVEM] [P.I.M.E. - Missio] [Noticias] [Seminários] [Animação] [Biblioteca] [Links]

Voltar