Jornal - "MISSÃO JOVEM"

Catequese "MISSÃO JOVEM"

Dinâmica


Símbolos: Pedras, flores, pão, trigo, sementes, flores murchas, galhos secos...

Canto: CF – Abertura

Animador: Sejam todos bem vindos! Que alegria podermos estar juntos, querendo celebrar o Dom da Vida e ao mesmo tempo refletir sobre o que ameaça a vida e buscar para todos um tempo novo. A Campanha da Fraternidade é um forte apelo de conversão, mudança e transformação para um caminho melhor, isto é, de mais vida.

L1: É no tempo da quaresma que somos interpelados, de forma pessoal e comunitária. Neste ano, o tema da CF nos chama atenção para as nossas dependências, pequenos e grandes vícios, a identificar as drogas que escravizam e a buscar soluções, olhando para a misericórdia de nosso Deus, o Deus da vida.

Animador: São muitas as drogas que tiram a liberdade e a dignidade do ser humano. Conhecer, tomar consciência e posição diante deste grave problema é dever de todo cristão.

L2: Quando falamos em drogas, normalmente pensamos em produtos proibidos que as pessoas usam para terem experiências diferentes. São por exemplo a cocaína, o clack, a maconha... Porém, outros tantos produtos são usados e não são proibidos, que acabam estragando a vida de muitos: o fumo, bebidas alcoólicas, remédios em excesso, a cola de sapateiro cheirada pelos meninos de rua...

No chão, em faixas, escrever: neoliberalismo, consumismo, hedonismo, luxo, egoismo, individualismo, lucro.

  • Entra um grupo de participantes trazendo nas mãos palavras escritas com as mais diversas drogas:

cocaína, jogatina, álcool, crack, fumo, cola de sapateiro, maconha, remédios, café.

  • Todos caem no chão como mortos.
  • Por entre o grupo passa alguém com uma luz (vela grande acesa) e acende pequenas velas que são dadas a cada um.
  • Todos levantam e gritam.

Todos: Vida sim, drogas não!

Animador: Vivemos numa sociedade desprovida de sentido de vida, quando valoriza mais o consumismo, o luxo, a corrupção, o lucro, a aparência... É preciso buscar luzes para dar o verdadeiro sentido à vida, que nasce do amor.

L3: Nem sempre temos um coração misericordioso e corajoso para aceitar as pessoas que são chamadas de dependentes.

L4: Muitos se escandalizam quando sabem de alguém que é dependente de cocaína, crack..., mas não se chocam diante do cigarro, bebidas, remédios, jogos... Agimos muitas vezes como se elas tivessem uma doença contagiosa.

L5: Para Jesus e também para nós, é a pessoa

que conta. É ela que precisa de ajuda, de amor e solidariedade.

L6: Muitas são as ameaças que rondam a vida, entre elas estão os mais diversos vícios.

L7: Precisamos estar alertas e denunciar as causas que tiram a vida de nossos irmãos.

Todos: Qeremos vida e não morte

Animador: Vamos olhar o cartaz (poderão ser distribuídos cartões com a ilustração do cartaz da CF 2001).

a) Em silêncio, queremos nos colocar nele e refletir de forma pessoal.

  1. Que sinais de vida percebo no cartaz?
  2. Que ameaças percebo contra a vida no cartaz?
  3. Que sinais de vida e ameaças percebo em mim e nos outros.

b) Em grupos fazer a partilha do que se refletiu de forma pessoal. Trazer ao grande grupo uma oração penitencial, com um símbolo presente sobre a mesa.

c) Colocar ao centro um grande cartaz da CF e sobre ele colocar os símbolos, expressandro o ato pnitencial

Animador: Vamos rezar a oração da CF.

Canto: Eu vim para que todos tenham vida.
Que todos tenham vida plenamente (3x).

Animador: A Palavra de Deus nos aponta caminhos. Ela nos compromete diante dos caídos e cegos à beira das estradas de nossa sociedade. São muitos os que precisam da voz de Jesus: O que você quer que eu faça por você?
Vamos acolher a Palavra de Deus batendo palmas e cantando: Chegou a hora da alegria!

L 8: Leitura do Evangelho de São Marcos 10,46-52

• Alguém conta com suas palavras o texto lido.
• Repetir alguma frase que chamou atenção.
• Dramatização do texto para nossos tempos:
• multidão = sociedade;
• discípulos = cristãos indiferentes à dor dos outros;
• cego Bartimeu = multidão de dependentes;
• Jesus = os defensores da vida com ações concretas.

REFLETIR:

1) Quem são aqueles que em nossas comunidades gritam nas beiras das calçadas, das estradas e caminhos de nossa cidade, famílias...?

2) Quais as causas que levam tantas pessoas a ficarem à margem da sociedade?

3) Quais as atitudes de Jesus e que devem se tornar nossas?

4) O que significa: Mestre, quero ver de novo?
(Partilhar as reflexões)

Canto: Utopia

Animador: A Palavra de Deus nos mostra que Jesus se coloca ao lado da pessoa frágil e necessitada. Seu amor preferencial pelos empobrecidos, pecadores, enfermos e excluídos é pura gratuidade.

L1: Como cristãos, não podemos ficar de olhos e ouvidos fechados diante dos gritos de clamor de nossos irmãos. Cada vez que permitimos, por omissão ou indiferença, que um ser humano que sofre fique entregue à própria sorte, estamos negando, na prática, o valor da vida humana.

Todos: Queremos lutar por mais vida, para todos.

L2: As drogas são o grande pecado social dos nossos tempos. Elas provocam um verdadeiro pesadelo em muitas famílias. Elas são a manifestação de uma sociedade doente onde muitos são excluídos.

L3: Precisamos estar alertas ao complexo sistema de drogas. Existe uma grande rede de produtores, agentes financeiros, traficantes e consumidores.

L4: Toca-nos o coração ver tantos irmãos sofrendo e carregando o peso da violência e da injustiça, devido ao mercado de drogas.

Todos: Queremos acolher a todos os que se sentem à margem e destruídos em sua dignidade.

L5: São muitos os estragos feitos pelas drogas. Precisamos juntos tomar consciência e assumir com responsabilidade, sem esperar que outros enfrentem este problema.

L6: Os estragos aparecem nas famílias, escolas, comunidades, pois atingem diretamente as pessoas. É preciso levar em conta ainda o montante de gastos públicos para seu combate e tratamento de saúde aos dependentes.

Todos: Vamos lutar para libertar nosso mundo das drogas.

L7: A nossa vida também pode estar amarrada por pequenos vícios que muitas vezes nos escravizam. É preciso abandonar aquilo que faz mal para o nosso corpo e para a vida familiar e comunitária.

L8: A saúde é um bem precioso e para isto é necessário identificar o que a estraga. Além disto, precisamos vencer as muitas tentações da propaganda e da moda que nos levam a consumir alimentos e bebidas que abalam a saúde.

Todos: A saúde é um dom precioso de Deus, mas é preciso cuidá-la.

L1: Diante da gravidade do abuso das drogas, se faz necessário uma nova consciência de vida. Deus nos fez para a vida e não para a morte. Somos as criaturas mais belas do universo, porque somos feitos à “imagem e semelhança de Deus” .

L2: Deus nos propõe a liberdade de escolha, porém nos indica limites para fazer da vida uma realização mais digna para todos.

Todos: “Escolhe, pois a vida, para que você e seus descendentes possam viver”. (Dt 30,20)

L3: A enfermidade das drogas debilita a saúde do corpo, do espírito e da vida. O cultivo dos valores e viver os sentimentos de alegria e esperança que brotam da fé, são ótimos remédios para o crescimento e prevenção contra os males e os vícios.

Todos: Queremos vida e não as drogas.

L4: O amor é a grande força que transforma e liberta de todos os males. O amor nos capacita a criar relações mais fraternas e ir ao encontro dos mais necessitados e excluídos, dependentes e enfraquecidos. Jesus é o modelo do amor gratuito e misericordioso. Escuta o clamor do cego que o chama: “Jesus, filho de Davi, tem piedade de mim!” (Mc 10,47)

Todos: Como Jesus, queremos dizer aos que carregam o peso da dependência das drogas: “o que você quer que eu faça por você?”(Mc. 10,51)

Animador: A vida sempre se apresenta com muitos desafios. Ela é perpassada por altos e baixos, mas também de sonhos e aspirações, emoções, sentimentos, conquistas...

L5: O importante é perceber que em tudo existe a mão terna de um Deus que nos protege e acompanha.

L6: Nossa vida terá mais sentido se cultivarmos uma séria disciplina interior e uma sadia espiritualidade.

L7: Vida com Deus torna-se fortaleza contra os males que a destroem.

Canto: CF - Oferendas

Animador: Nossa prece dirige-se ao Deus da vida, dizendo-lhe em cada invocação:

Todos: Obrigado, Senhor!

L1: Pelo maravilhoso dom de viver.

L2: Pelos que ajudam as vítimas das drogas.

L3: Pelos que lutam contra as injustiças, desigualdades e preconceitos.

L4: Pelos jovens que encontram sentido e amam a vida como dom precioso.

L5: Pelos que durante esta campanha mudarem de vida, reconhecendo seus vícios.

L6: Por todos os que escutam os gritos de tantos irmãos dependentes de drogas.

(Continuar com outras preces)

Animador: Nosso compromisso cresce a cada dia que vamos tomando consciência do grande flagelo das drogas e vícios que entram em nossa vida e dela tomam conta.
Vamos nos reunir por vizinhança e propor um compromisso que será discutido e assumido por todos nós.

Canto: Ninguém pode prender um sonho.

Animador: De mãos dadas, em sinal de compromisso com o crescimento da vida, digamos repetindo: Que Deus nos abençoe, nos faça alegres na esperança, pacientes nas dificuldades, perseverantes na oração, vivendo em harmonia, uns com os outros. Amém. (Rm 12, 12-16).

Canto: Virá o dia em que todos...

Ir. Marlene Bertoldi

Visite as outras páginas

[P.I.M.E.] [MUNDO e MISSÃO] [MISSÃO JOVEM] [P.I.M.E. - Missio] [Noticias] [Seminários] [Animação] [Biblioteca] [Links]

Voltar