Jornal - "MISSÃO JOVEM"

Catequese "MISSÃO JOVEM"

Dinâmica

Batismo: a água da Vida

A preparação para o Batismo é muito mais antiga do que parece. Nos primórdios da Igreja predominava o batismo de adultos. Os interessados passavam por um processo de iniciação à vida cristã, o catecumenato. Antes de receber o Batismo, todo catecúmeno fazia um longo percurso de preparação que durava três anos ou mais.

Um dos símbolos mais fortes deste sacramento e que o acompanhou pelos tempos é a água, cuja inspiração está tanto na Antiga Aliança (AT) como também na Nova Aliança (NT), marcada com o batismo de Jesus nas águas do Rio Jordão e, conseqüentemente, nas primeiras comunidades.

A água é fonte de vida. Desde a nossa gestação, no útero de nossa mãe, já estamos envoltos em água. Mais de 65% do nosso corpo é composto de água.

Dinâmica:

  • Trazer alguns potes, copos, baldes com água e deixar alguns vazios.
  • Descrever com o grupo sinais de vida e de morte que vêm da água (situações bem presentes no Brasil).
  • Com crianças, após, pode-se desenhar, pintar, colar figuras, trazendo presente as duas realidades.
  • Fazer uma procissão penitencial até um determinado local, sinal de perdão, pelo mau uso da água e também pelas vezes em que não somos portadores de vida através do batismo.
  • Com adultos, após a reflexão sobre a água e seu significado no batismo, renovar o sacramento do batismo recebido quando crianças.

De dois em dois, um derramará a água na cabeça do outro, fazendo-se mutuamente de padrinhos e madrinhas.

Cada qual, um diante do outro, expressará um compromisso a partir de frases do Evangelho.

Ex.: Quero assumir o que Jesus recomendou:

“Ide por todo o universo...” (na família, no trabalho, no lazer...) e fazei discípulos meus.

Quero ser como Jesus: caminho, verdade e vida com todos os que convivo.

Os Mistérios das Águas

Batismo significa imergir, submergir, mergulhar nas águas.

• Já em Gênesis Deus se manifesta na criação da água. Toda criação parece vir do abismo profundo das águas, como se fosse um útero imenso, fecundado pela semente da Palavra de Deus, que vai dando à luz a todas as criaturas... (Gn 1, 1-31).

• Logo a terra se encheu de maldade, de tal forma que o próprio Deus se arrependeu de haver criado o homem e a mulher. Então, uma grande inundação afogou toda a maldade do povo, ficando apenas o justo Noé, para recomeçar uma nova humanidade. Deus faz uma nova aliança (Gn 6, 5-7, 24).

• Deus sempre se faz presente na história de seu povo. Mas, é na hora da dor e do sofrimento que vem ao encontro das pessoas. Para conquistar a liberdade em meio a escravidão no Egito, as águas do mar dos Jungos se abrem para deixar passar o povo rumo à liberdade, à terra prometida (Ex 14, 15-31; 15, 1-21).

• Entre os judeus a imersão era símbolo de purificação, tirava as impurezas (II Rs 5, 1-19).

• Isaías convida a chegar às nascentes da águas: “Todos vós que estais sedentos, vinde à nascente das águas” (Is 55, 1).

• Cristo sempre esteve ligado às águas.

  • É batizado nas águas (Mt 3, 13).
  • Convidado ao casamento, é com água que inaugura o começo de sua missão (Jo 2, 7).
  • Quando prega, convida os sedentos para beber sua água eterna (Jo 4, 14).
  • Quando ensina sobre a caridade, reconhece como obra de amor um copo de água (Mt 10, 42).
  • Descansa junto ao poço de Jacó (Jo 4, 6).
  • Caminha sobre as águas (Jo 6, 19).
  • Lava os pés de seus discípulos (Jo 13, 5).
  • Quando é transpassado, irrompe de seu lado a água (Jo 19, 34).

Nas primeiras comunidades, um elemento significativo na hora de alguém ser batizado era a água.

• Diz o eunuco da rainha da Etiópia a Filipe: “Eis aqui água. Que impede que eu seja batizado!” (At 8, 37).

Experiência de Vida Nova

O elemento mais significativo da celebração do Batismo é, sem dúvida, a água. Tudo o que se diz da água, no nosso dia-a-dia, pode-se dizer do Batismo. A água é sinal de vida e também sinal de morte.

• Batizar significa mergulhar na água, mergulhar no mistério do Deus-Trindade-Comunidade de amor.
Então, podemos dizer que a água é sinal de Vida Nova, vida para crescer, se fortalecer e dar bons frutos: amor, justiça, paz...

Neste sentido, o batismo é um convite a nos comprometermos, não com as coisas velhas, caducas, isto é, com atitudes maldosas, costumes egoístas, palavras mentirosas, gestos indiferentes, mas, a assumirmos a vida salvadora de Jesus, que une, partilha, cria solidariedade em defesa da vida ameaçada dos pobre e faz da pessoa o centro das suas atenções.

Certamente não é a água em si que realiza tudo isso, mas o Espírito Santo presente neste símbolo, que é força e dinamismo, e pela fé em Jesus Cristo.

São Paulo nos diz: “Vocês devem deixar de viver como viviam antes, como homem velho que se corrompe com paixões enganadoras. É preciso revestir-se do homem novo, criado segundo Deus na justiça e na santidade” (Ef 4, 220 24).

• O Batismo une todas as pessoas numa grande família.

Os que mergulharam na água precisam tomar consciência desta grande responsabilidade: criar espírito de comunidade, de irmãos, onde ninguém será excluído. Nesta fraternidade, as diferenças se tornam riquezas
(1Cor 12, 4-27).

A comunidade dos batizados se torna servidora. Como um corpo, cada qual é convidado, a seu modo, a contribuir e a partilhar os seus dons.

Símbolo da água = símbolo do compromisso

• Ao passar pela água do batismo, todo cristão compromete-se a lutar contra os ídolos da morte, optando pelo Deus vivo e verdadeiro (1Ts 1, 9).

• Á água derramada sobre a cabeça com o texto evangélico: “Eu te batizo em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo” (Mt 28, 19), somos acolhidos como filhos do Pai, em seu Filho, dando-nos o Espírito Santo.

• Através do Espírito Santo somos fortalecidos, iluminados e recebemos força para passar da morte para a vida.

• Assumimos o compromisso de gerar vida, principalmente onde ela é mais ameaçada, e a opor-nos a tudo o que favorece a “não-vida”.

• Como Jesus, que após banhar-se no batismo do Rio Jordão, assume a sua missão, nós também nos tornamos seus seguidores e, portanto, de todo seu Projeto de construção do Reino de Deus.

Que o nosso batismo seja renovado constantemente e que a água derramada sobre nós nos faça cristãos de vida nova, cristãos verdadeiros, cristãos de identidade e cristãos da presença de Cristo em qualquer ambiente.

Ir. Marlene Bertoldi

Visite as outras páginas

[P.I.M.E.] [MUNDO e MISSÃO] [MISSÃO JOVEM] [P.I.M.E. - Missio] [Noticias] [Seminários] [Animação] [Biblioteca] [Links]

Voltar